"O universo parece brincar de desencaixar, enquanto a vida só sabe obedecer."

janeiro 25, 2010

Insonte amor

  Era só uma estrelinha. Ele nunca ligou, sempre cuidou de cada uma. E a família era grande, é grande. Um dia eu, que pra sua tristeza não fui a primeira, resolvi partir.
  Mesmo aqui, longe, ele ainda cuida. Me abraça.
  Acho que agora sei, seu amor é o maior, Céu.

1 comentários:

Thamires Silva disse...

Lindo o seu blog, amei o designer.
Ainda não li o conto, mas começarei a ler.
Bjs..

Postar um comentário