"O universo parece brincar de desencaixar, enquanto a vida só sabe obedecer."

março 13, 2013

Contadora de histórias

      Eu já fui estrela. Cá agora estou eu na Terra. Eu sou gente. Aos poucos fui entrando nesse universo novo. Fui me adaptando aos tantos meios e largando meus poucos inteiros. Eu sou gente. Eu quis ser gente. Eu virei bonequinho de vida.
      A Terra me presenteou de uma forma tão única e tão sublime que me encantei. Me enfeiticei. A nova vida, medida em forma e em sentidos, causou um deslumbre tão grande que ser estrela virou um passado. Ser estrela passou a ser uma história, dessas que as gentes contam para os ouvidos atentos e inocentes que mais tarde lembrarão com doçura e saudade mas que as deixarão lá onde foram contadas, no passado.
     Eu fui estrela, agora sou gente. Sou grata pela Terra por todas as milhares de sensações que jamais imaginei existir. Obrigada, Terra, por me acolher tão carinhosamente e tão maternalmente. Ingratidão dei ao Céu. Àquele a quem deixei por amor ao Mar. Àquele que me sustentou por tantas vidas, tantas forças, tantas energias. Perdão, Céu.
      Eu sou gente. Sou de carne e osso. Sou de coração e de mente. Eu me encantei por tudo que me desencantei de mim. Eu fui estrela. Já não brilho mais. Já não me imponho mais. Não sou ingrata com tudo o que vivi, pelo contrário. Vivi as coisas mais belas e não trocaria nenhuma delas a não ser por um pouquinho mais de tempo. Odeio como o tempo é contado aqui. Odeio que o tempo seja contado!
      Eu sei que não existe borracha e nem máquina de viagem do tempo, e ainda que existissem não usaria nem por falta de opção. As pessoas falam da mente e do coração separados, que bom! porque juntos eles são maquiavelicamente inusitados. Juntos eles me fazem querer voltar e viver tudo de outro jeito. Só que eu fui estrela, e há algo na luz que estranhamente perdura o espaço, o tempo, o novo. O que há de estrela dentro de mim está feliz até aqui.
       O passado não precisa morrer. O passado não precisa sumir. O passado existe e faz o presente o momento certo pra decidir um futuro brilhante. Eu quero um futuro brilhante. Eu quero ser estrela.
        Eu vou ser estrela.
     

4 comentários:

Anônimo disse...

Passar de Estrela a Gente pode ser bem forte.
Não acontece com qualquer um, mas pelo menos, a gente tem a ajuda do Sol.
O Sol e o Céu, mesmo distante pra alguns, fazem bem.
Gente de bem ou mal, não esqueça do Sol.

Thândara Mota disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felipe Coutinho disse...

blah!

Thândara Mota disse...

Você é sempre encantador. HAHA

Postar um comentário